Todos os caminhos levam ao Distrito da Sé

A segunda edição da Jornada do Patrimônio, que acontece no próximo final de semana, em São Paulo, contará com o auxílio luxuoso de Ivi Brasil em uma caminhada pelo Arte-Circuito Sé, onde estão instalados cinco espaços autônomos de arte. Os espaços mapeados não estão vinculados à instituições, mas criam suas próprias trajetórias e relações com a Sé e seus agentes. Descobrir estes espaços é entender como a arte contemporânea se articula em um território cheio de contradições sociais, econômicas, arquitetônicas e culturais.

Serão duas saídas por dia, sempre às 10h30 e 16h, reunindo até 10 participantes por horário. As inscrições são feitas aravés do e-mail artecircuito@hotmail.com. Os interessados devem sinalizar dia e horário de preferência. O ponto de partida é a Praça do Patriarca e de chegada a Casa Ranzini, num total de 2.25 km. 

“Este circuito de espaços autônomos de arte faz parte da minha atual pesquisa de mestrado no Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP. Em cada parada, os participantes saberão detalhes dos espaços ali situados. Também serão propostos jogos performativos de sensibilização no trajeto entre os locais”, comenta Ivi Brasil, colaborador do Supergiba em São Paulo.

Confira as dicas de Ivi Brasil:

ouvidor 63
.
Ouvidor 63 – Entre os dias 9 e 18 de setembro vai acontecer a I Bienal Ouvidor 63. Na abertura, o horário de visitação será das 20h às 3h. Todos os 11 andares do prédio estarão ocupados com instalações, exposições de pintura, escultura, tatuagem, fotografia, gravura, vídeo etc. Os artistas participantes não fazem parte do circuito comercial, o que pode ser muito interessante.
.
Phosphorus – A residência artística divide o espaço do velho casarão do século 19 com o brechó Casa Juisi, que tem um acervo gigantesco de roupas de época para aluguel e algumas poucas ofertas de venda. No mesmo lugar fica a Galeria Sé, da Maria Montero, onde abrem duas exposições no sábado, dia 3: Fernanda Chieco, Da TABVLA ao tráfico de tempo, e Fagus, Os próximos esclarecerão tudo isso. As exposições da Sé são sempre instigantes e com artistas novos e cheios de atitude.
.
Angelo PalumboPaperBox Lab – É um conjunto de ateliês em um prédio da década de 1940. Neste final de semana haverá oficinas gratuitas, saraus, mostra de filmes indígenas, exposição e rodas de conversa. Uma das atrações é o músico André Abujamra. No dia 24, tem mais uma fornada de pães do Casta, com venda de pães artesanais deliciosos e uma boa oportunidade pra conhecer o espaço tocado pelo grande Angelo Palumbo (ao lado).
.
Percival Tirapeli no ateliê
.
Casa Ranzini– A velha e linda casa em estilo florentino estará aberta para visitação durante a Jornada do Patrimônio, com visitas guiadas. A exposição São Paulo Artes e Etnias de Percival Tirapeli (acima) é composta por dez pinturas com tinta acrílica, e mais um painel com colagem medindo 6 x 0,80 m. E continua aberta a oficina de fotografia do Roger Sassaki, que ensina antigas técnicas de revelação e ampliação fotográficas. 
.
Lâmina
.
Estúdio Lâmina – O espaço multiartístico expõe de sexta a domingo a exposição Errare Humanum Est, às 20h. É uma coletiva de arte glitch, com curadoria de Giovanna Pommella. O espaço sempre promove festas com bandas, DJs e outras atividades, então é bom ficar de olho neste apartamento no Vale do Anhangabaú.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *