segunda 21 Ago 2017

APCA premia Adriana Varejão

Adriana Varejão

A APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) escolheu, no dia 10 de abril, os melhores representantes de 2012 nas categorias Arquitetura, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular, Música Erudita, Rádio, Teatro, Teatro Infantil, Televisão e Artes Visuais. A diretoria da APCA concede troféu especial em homenagem ao escritor, historiador e crítico Sábato Magaldi, pela contribuição às artes e à cultura brasileira.

A carioca Adriana Varejão recebeu o Grande Prêmio da Crítica por Histórias às Margens, exibida nos Museus de Arte Moderna do Rio e de São Paulo.

Adriana Varejão, Histórias às margens

Confira outros vencedores: 

Exposição Internacional: Impressionismo: Paris e a Modernidade – Obras-Primas do Acervo do Museu D’Orsay/Paris –CCBB-SP

Exposição: Lígia Pape – Espaço Imantado – Pinacoteca do Estado

Obra Gráfica: Luzes do Norte – Desenhos e Gravuras do Renascimento Alemão – Coleção Edmond Rotschield – Museu do Louvre/Paris

Fotografia: Observadores: Fotografia da Cena Britânica de 1930 até Hoje – Centro Cultural Ruth Cardoso – Fiesp

Retrospectiva: Lygia Clark: Uma Retrospectiva – Itaú Cultural

Iniciativa Cultural: Heitor Martins – Presidente da Fundação Bienal de São Paulo

Votaram: Dalva Abrantes, João Spinelli, José Henrique Fabre Rolim e Luiz Ernesto Machado Kawall.

 

A APCA tem suas origens na ABCT (Associação Brasileira de Críticos Teatrais), criada em 1951 e voltada para o teatro. A ABCT, em 1956, transformou-se em APCT (Associação Paulista de Críticos Teatrais). Mas, em 1972, então, como a Associação Paulista de Críticos de Arte, a premiação estendeu-se a literatura, música, artes visuais, cinema e televisão.

Em 1973, criou-se a premiação também para dança e música erudita e, em 1979 e 1980, incorporaram-se teatro infantil e rádio.

Leave a Comment

Powered by WordPress | Deadline Theme : An AWESEM design