quarta 26 Abr 2017

A musa paradisíaca de Restrepo na Casa Daros

José Alejandro Restrepo

 

José Alejandro RestrepoO colombiano José Alejandro Restrepo tem um encontro marcado com os cariocas depois de amanhã, dia 22, às 17h, quando conversará sobre seu trabalho em mais uma edição do programa Meridianos, realizado pela Casa Daros.

O artista, nascido em 1959, em Bogotá, falará particularmente sobre um conjunto produzido na década de 1990: Canto de Morte, Musa Paradisíaca, O crocodilo de Humboldt não é o de Hegel e Olho por dente.

Um dos 10 artistas selecionados para integrar Cantos Cuentos Colombianos, a mostra inaugural da  Casa Daros, Restrepo estuda a história cultural da Colômbia desde o descobrimento, passando pelos mitos e as relações de interesse, poder e exploração.

“Descobri que o mais importante é a pesquisa. É escutar, andar em zonas afastadas de Bogotá, em distantes áreas rurais onde acontecem os conflitos, é ver a geografia, é compartilhar com as pessoas”.

Entrevista com José Alejandro Restrepo from Casa Daros on Vimeo.

Por dentro da Casa Daros – A Casa Daros acolhe uma das mais abrangentes coleções dedicadas à arte contemporânea latino-americana. O espaço ocupa um casarão neoclássico do século 19, em Botafogo, preservado pelo Patrimônio da cidade do Rio de Janeiro. Além das exposições, a Casa Daros oferece ainda seminários, encontros com artistas, biblioteca especializada em arte latino-americana contemporânea, Espaço de Documentação, Espaço de Leitura com catálogos de exposições da coleção, restaurante/café e loja.

Leave a Comment

Powered by WordPress | Deadline Theme : An AWESEM design