sexta 18 Ago 2017

Supergiba contra o Monstro dos Editais

safe_image

Entra ano, sai ano, e é sempre o mesmo pesadelo: o Monstro dos Editais. Ele mesmo, que persiste tirando o sono de artistas contemporâneos que, em meio a dilemas existenciais e conceituais, ainda encontram energia para buscar incentivos e com eles realizar seus projetos. O cenário é assustador. Plataformas jurássicas, interfaces seculares, formulários e mais formulários. Diga conosco: BU-RO-CRA-CIA.

Isso tudo sem falar nos provedores de internet, nos navegadores que dão conflito, dos anexos que não sobem, da página que não atualiza, e da trabalheira que é – como se já não bastasse existir – fazer tudo de novo quando a coisa se perde no hiperespaço.

Você, artista contemporâneo, que rala o cu na ostra para definir-se e à “obra” nos editais, acredite: SEUS PROBLEMAS ACABARAM. A Internet vem prestando uma “santa ajuda” aos que sonham em comprar a casa própria montar “aquele projeto” com a grana do edital.

O site www.500letters.org faz tudo por você.

safe_imageNão importa se você pinta, borda, assovia ou chupa cana; Se faz performance ou intervenção urbana; Se usa o corpo enquanto suporte para investigar as loucurinhas no/do tempo-espaço; Se toma partido da especificidade do espaço expositivo para propor um projeto de cunho instalativo. Se lida com as questões de gênero, de pertencimento, de alijamento.

Incrédulo diante de tal descoberta, fui testar a eficiência da ferramenta com meus próprios “problemas”. Lembrei de Ricardo Basbaum e fiz-me reticências: pintor, escultor, fotógrafo, performer, videomaker. Me inspirei num monte de artistas que aprecio – quer pela temática, quer pela solução – e brinquei de especular sobre seus atributos intrínsecos.

Artista-etc

… Adorei minhas personas, e mais ainda o que o 500Letters disse sobre elas. Se faz ou não sentido, caberia ao eu-artista interpretar cada uma das possíveis leituras. De verdade. Por trás dessa ferramenta gratuita (entenda como quiser) tem um cara muito esperto, Jasper Rigole, ele próprio um sujeito assoberbado (de tão afogado que deve viver em meio às próprias certidões negativas, nada-constas e, principalmente, números.

Tolinho fui eu, ao pensar que conseguiria mandar-lhe um e-mail, sugerindo bater um papo ligeiro – típico de internet – a fim de dividir com os leitores do Supergiba a ideia por traz dessa plataforma. A resposta até chega: pronta, formato padrão. Normalíssimo.

dearcurator

Esse Jasper Rigole pensa em tudo mesmo! Duvida?

Clique nas páginas abaixo e descubra o que acontece quando você (eu, no caso) pede que escrevam algo sobre/por você.

 

Se eu fosse um artista…

1Seja desses – Guia prático para Artistas-etc encontra-se disponível para download, lindamente ilustrado para tornar sua vida BU-RO-CRÁ-TI-CA ligeiramente menos sofrida. Cique no link acima, baixe hoje mesmo o seu exemplar, e compartilhe-o com seus amigos. Liberte Todos do Monstro dos Editais.

E se você, meu caro(a) acadêmico(a), está sentindo-se injustiçado(a)? Relaxe, amigue. Tem coisa boa para você também. O site FastFormat está aí pra quem precisa de formatação automática de trabalhos acadêmicos, e tudo conforne as normas da ABNT.

Seus periódicos e TTCs, e suas conferências científicas, dissertações e teses ficarão muito mais divertida com esse serviço, que te livra das perturbações com qualquer formatação de texto ou referências. “Seu trabalho é formatado automaticamente, sem dor de cabeça”, garantem os idealizadores.

Recapitulando:

Na dúvida, faça como nos ensinou a sempre sábia Anna Bella Geiger:

burocracia

Leave a Comment

Powered by WordPress | Deadline Theme : An AWESEM design